Tema de redação 20MEV15 e sugestões de leitura – Sexismos (Enem, Fuvest, Vunesp, Unicamp, Famema, Famerp, etc.)

Fonte: http://chargesbruno.blogspot.com/


Estudos para o tema de redação 20MEV15

Palavras-chave – sexismos, sexo, gênero, LGBTQI+, preconceito, discriminação, assédio, violência, mulher, trabalho, educação, renda.

Texto 20T174

Texto 20T175

Texto 20T176

Tema de redação 20MEV15
Sexismos

Texto 01

“O sexismo, em princípio, trata-se de uma atitude discriminatória que define quais usos e costumes devem ser respeitados por cada sexo, desde o modo de vestir até o comportamento social adequado. Também contempla a ideia de que o homem é melhor e mais competente do que a mulher, uma concepção que se assemelha ao machismo, mas vai além. Ser sexista não é privilégio de homens heterossexuais, pois mulheres ou gays também podem adotar seu discurso. A sociedade, de maneira geral, é sexista e educa as crianças de forma a reproduzir modelos binários em que a tendência é de que um sexo deva ser complementar ao outro. Ter medo de que um menino “vire gay” por brincar com boneca é um pensamento sexista. Já a expressão “homens são de Marte, mulheres são de Vênus” é sexista por constranger os sexos a serem de uma determinada forma, tanto em relação ao seu comportamento quanto em relação ao seu caráter. Outro exemplo é colocar as mulheres sempre na condição de vítima, ideia que sinaliza uma condição de eterna submissão. Uma das consequências da cultura sexista é a homofobia e a desigualdade de poder, oportunidades e salários que homens e mulheres vivem no mundo profissional.”

Fonte:https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2018/12/03/machismo-sexismo-e-misoginia-quais-sao-as-diferencas.htm

Texto 02

“Usamos pervasivamente os genéricos masculinos, e isso tem efeitos negativos. Eu o faço o tempo todo – não consigo me livrar do hábito de falar “caras”. Ainda usamos palavras masculinas para denotar categorias positivas, como “humanos”, mas termos femininos para categorias negativas, como “vadias”. Não falamos seriamente com nossos filhos sobre os problemas sociais causados pelo termo “vadia” (bitch), mesmo quando usado afetuosamente. Mulheres são frequentemente chamadas de “meninas” (infantis e dependentes), e os homens, de “homens”. Isso é parte do problema maior da infantilização das mulheres adultas. É mais provável que se refiram a nós como animais. E há outros exemplos. Palavras são importantes – porque, no mínimo, elas mostram a relação dinâmica entre as ideias. Pode parecer trivial até você saber que no Japão há termos de gênero para todos os três pronomes, enquanto os países nórdicos estão tentando introduzir termos neutros. Por que isso é importante? Bem, o Japão é o lugar com a menor paridade entre homes e mulheres no trabalho, enquanto os nórdicos têm a maior. Não estou sugerindo uma relação de causa e efeito, apenas correlações culturais significativas às quais não estamos imunes.”

Fonte: https://www.huffpostbrasil.com/soraya-chemaly/10-sexismos-do-dia-a-dia-e-o-que-voce-pode-fazer-a-respeito-dele_b_5827842.html

Texto 03

Fonte: https://twitter.com/vickijacoby

Proposta de redação 20MEV15A – dissertação – Fuvest, Vunesp, Uniube, Famema, Famerp, etc.

Escreva um texto dissertativo sobre a charge abaixo.

Fonte: https://www.instagram.com/carloslatuff

Instruções para a dissertação da proposta de redação A:
1. A situação de produção de uma dissertação argumentativa requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. O tamanho da redação deverá ser adequado ao concurso pretendido, para tanto é importante que o texto deva ser adequado aos seguintes limites impostos pelas universidades até 2019: entre 20 e 30 linhas (Fuvest), 15 a 33 linhas (Vunesp), 25 e 30 linhas (Uniube), etc. Por isso, é imprescindível que a universidade pretendida seja informada com destaque logo após o código da proposta de redação na folha que será entregue para a correção. Do contrário, a correção levará em consideração a norma mais comum: 25 linhas como mínimo e 30 como máximo.
3. Dê um título a sua redação.

Proposta de redação 20MEV15B – dissertação – Enem.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Desafios para a superação do sexismo na sociedade brasileira contemporânea.”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções para a dissertação no Enem (proposta B):
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Proposta de redação 20MEV15C – outros gêneros – Unicamp, UEL, UnB, UFU, etc.

Escreva uma crônica sobre como os sexismos prejudicam o desenvolvimento da ciência e da sociedade como um todo.

Instruções para as propostas de redação C:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação.
2. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: o que estiver expressamente informado no edital, no manual do candidato, etc., do vestibular pelo qual você se interessa, as quais são as fontes de informação mais confiáveis a respeito dessa questão. Em hipótese alguma, escreva seu nome, apelido, etc., na folha de prova. Na dúvida, melhor nunca assinar um texto de concurso. No caso da UFU, até 2019, exigia-se o uso de José ou Josefa como assinatura.
3. Via de regra, não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação. Ainda que, em alguns concursos, é importante estabelecer conexões entre as informações dos textos de apoio do tema de redação com o repertório cultural do candidato. No caso da UFU, é imprescindível parafrasear uma parte do texto motivador e inclui-la no texto escrito pelo candidato.
4.Nunca copie trechos dos textos motivadores.
5. Respeite o mínimo e o máximo de linhas associado à prova de redação para a qual você se prepara. Informe a universidade na folha de redação de forma legível no local destinado ao código da proposta. Contudo, normalmente, o mínimo usado é de 25 linhas e o máximo de 30, ou algo parecido na maioria dos concursos no Brasil.
5.1. UnB – máximo de 30 linhas. A quantidade de linhas escritas interfere na nota final. “No cálculo da nota da redação, quanto maior o número de linhas efetivamente escritas, maior a pontuação.”.
5.2. Unicamp – até 22 linhas em cada um dos dois textos.
5.3. UEL – de duas a quatro redações. 12 pontos cada. Números mínimos e máximos variados entre 8 e 16 linhas a depender do gênero textual exigido.
5.4. UFU – 25 a 36 linhas. Um de três temas possíveis.

Deixe uma resposta