Tema de redação 20MEV09 e sugestões de leitura – Liberdades (Enem, Fuvest, Vunesp, Unicamp, Famema, Famerp, etc.)

Fonte: www.chargesdoedra.blogspot.com/2015/02/liberdade-de-expressao-e-livre.html


Estudos para o tema de redação 20MEV09

Palavras-chave – liberdade de expressão, liberdade pensamento, limites do humor, limites da arte, jornalismo, liberdade religiosa, democracia, república, ditadura, teocracia, fundamentalismo religioso, direitos humanos, direitos individuais, liberdades civis, direitos naturais.

Texto 20T156

Texto 20T157

Texto 20T158

Tema de redação 20MEV09
Liberdades

Texto 01

“A doutrina clássica classifica os direitos fundamentais em gerações16, conforme a ordem de aparecimento ao longo da história. Os direitos de primeira geração são aqueles, que se vislumbraram com a formação do Estado Liberal, surgiram no século XVIII, foram os primeiros direitos do homem positivados nas declarações. O indivíduo é o titular. Caracterizam uma oposição ao Estado frente ao totalitarismo.
Compreendem a tutela da vida, liberdade, igualdade, propriedade, segurança, associação, entre outros. Os direitos de segunda geração datam do século XIX, basearam-se no desenvolvimento econômico, industrial e no surgimento do proletariado, fundaram-se nos direitos econômicos e sociais.
Também os direitos culturais surgiram neste período. Encampam os direitos sociais, isto é, o direito ao trabalho, à saúde, à moradia, à educação. Por último, os direitos de terceira geração, também denominados direitos de solidariedade, são os direitos difusos. Pertencem a esta geração os direitos ao meio ambiente equilibrado, a paz, ao desenvolvimento, os direitos do consumidor e das crianças e dos adolescentes.
Com a finalidade de comparar os direitos fundamentais e os direitos humanos, Bobbio distingue três fases na história da formação das declarações de direitos. A primeira fase é a teórica filosófica em que os direitos humanos se baseiam em John Locke e Jacques Rousseau.
A fase segunda é o momento da Declaração dos Direitos do Homem pela ONU em 1948. A terceira fase dá-se pela universalidade dos destinatários dos direitos e a positivação destes direitos reconhecidos.”

Fonte: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/direitopub/article/view/11572/10268

Texto 02

“A liberdade de expressão é uma definição constitucional que também está presente no Inciso IX do Artigo 5º e que, em conjunto com o Inciso IV, asseguram a livre difusão de pensamentos, ideais e atividades. Contudo, a Constituição Cidadã instaurou limitações à manifestação do pensamento com o objetivo de garantir a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, representadas constitucionalmente no Inciso X do Artigo 5o.”

Fonte: https://www.politize.com.br/artigo-5/liberdade-de-pensamento/

Texto 03

“Seja qual for o tipo de religião ou filosofia, ou mesmo quem se acha destituído de alguma ideologia ou filosofia, em certo momento, pulsa, interiormente, uma voz que chama para a reflexão. Se a humanidade entende que canibalismo não é conduta civilizada, assim como o estupro marital, com o tempo, caso cada ser humano se permita dialogar, sempre, a humanidade poderá ter um pouco de paz.”

Fonte: https://sergiohenriquepereira.jusbrasil.com.br/artigos/430271120/a-liberdade-de-expressao-e-de-pensamento-na-democracia

Texto 04

“Somos assim: sonhamos o voo mas tememos a altura. Para voar é preciso ter coragem para enfrentar o terror do vazio. Porque é só no vazio que o voo acontece. O vazio é o espaço da liberdade, a ausência de certezas. Mas é isso o que tememos: o não ter certezas. Por isso trocamos o voo por gaiolas. As gaiolas são o lugar onde as certezas moram. É um engano pensar que os homens seriam livres se pudessem, que eles não são livres porque um estranho os engaiolou, que eles voariam se as portas estivessem abertas… A verdade é oposto. Não há carcereiros. Os homens preferem as gaiolas aos voos. São eles mesmos que constroem as gaiolas em que se aprisionam…” (Fiódor Dostoiévski, 1821-1881, escritor russo. “Os irmãos Karamazov”)

liberdade
(liberty), s.f.
Uma das propriedades mais preciosas da imaginação. (Ambrose Bierce, 1842-1913, escritor norte-americano. “Dicionário do diabo”)

Proposta de redação 20MEV09A – dissertação – Fuvest, Vunesp, Uniube, Famema, Famerp, etc.

Em uma dissertação argumentativa, faça um texto sobre se é razoável negligenciar ou extinguir liberdades como a de expressão em troca de prosperidade econômica, de unidade religiosa ou mesmo de ordem social?

Instruções para a dissertação da proposta de redação A:
1. A situação de produção de uma dissertação argumentativa requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
2. O tamanho da redação deverá ser adequado ao concurso pretendido, para tanto é importante que o texto deva ser adequado aos seguintes limites impostos pelas universidades até 2019: entre 20 e 30 linhas (Fuvest), 15 a 33 linhas (Vunesp), 25 e 30 linhas (Uniube), etc. Por isso, é imprescindível que a universidade pretendida seja informada com destaque logo após o código da proposta de redação na folha que será entregue para a correção. Do contrário, a correção levará em consideração a norma mais comum: 25 linhas como mínimo e 30 como máximo.
3. Dê um título a sua redação.

Proposta de redação 20MEV09B – dissertação – Enem.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “A importância da liberdade de expressão no Brasil de ontem, de hoje e de amanhã.”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções para a dissertação no Enem (proposta B):
1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Proposta de redação 20MEV09C – outros gêneros – Unicamp, UEL, UnB, UFU, etc.

Escreva um artigo de opinião sobre quais são as principais ameaças no Brasil e no mundo para as liberdades, em especial, a de expressão, na Contemporaneidade. Além disso, discuta qual a intensidade do risco que essas ameaças representam para a liberdade de pensamento e para a democracia.

Instruções para as propostas de redação C:
1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação.
2. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: o que estiver expressamente informado no edital, no manual do candidato, etc., do vestibular pelo qual você se interessa, as quais são as fontes de informação mais confiáveis a respeito dessa questão. Em hipótese alguma, escreva seu nome, apelido, etc., na folha de prova. Na dúvida, melhor nunca assinar um texto de concurso. No caso da UFU, até 2019, exigia-se o uso de José ou Josefa como assinatura.
3. Via de regra, não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação. Ainda que, em alguns concursos, é importante estabelecer conexões entre as informações dos textos de apoio do tema de redação com o repertório cultural do candidato. No caso da UFU, é imprescindível parafrasear uma parte do texto motivador e inclui-la no texto escrito pelo candidato.
4.Nunca copie trechos dos textos motivadores.
5. Respeite o mínimo e o máximo de linhas associado à prova de redação para a qual você se prepara. Informe a universidade na folha de redação de forma legível no local destinado ao código da proposta. Contudo, normalmente, o mínimo usado é de 25 linhas e o máximo de 30, ou algo parecido na maioria dos concursos no Brasil.
5.1. UnB – máximo de 30 linhas. A quantidade de linhas escritas interfere na nota final. “No cálculo da nota da redação, quanto maior o número de linhas efetivamente escritas, maior a pontuação.”.
5.2. Unicamp – até 22 linhas em cada um dos dois textos.
5.3. UEL – de duas a quatro redações. 12 pontos cada. Números mínimos e máximos variados entre 8 e 16 linhas a depender do gênero textual exigido.
5.4. UFU – 25 a 36 linhas. Um de três temas possíveis.

Deixe uma resposta