16 temas – Tema de redação 19E11 e sugestões de leitura – mobilidade urbana (Enem, Fuvest, Vunesp, Unicamp e demais vestibulares.)

Fonte: https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/o-que-e-mobilidade-urbana/

Estudos para tema de redação 19E11

Palavras-chave

Mobilidade urbana, trânsito, modais de transporte urbano, “direito à cidade”.

Texto 19E-26

Dez Princípios Básicos Para a Mobilidade Urbana Sustentável

Texto 19E-27

http://www.mobfloripa.com.br/novidades_det.php?codigo=944

Texto 19E-28

Texto 19E-29

https://g1.globo.com/especial-publicitario/em-movimento/noticia/sete-cidades-no-mundo-que-sao-modelos-de-mobilidade-urbana.ghtml

Tema de redação 19E11

Mobilidade urbana

Texto 01.

“Com o crescimento das cidades brasileiras, principalmente a partir da década de 1970, uma das principais dificuldades dos habitantes dos centros urbanos é a mobilidade urbana. A ênfase na utilização do automóvel como principal meio de locomoção, a precariedade, os altos preços dos transportes coletivos e a falta de investimentos satisfatórios em infraestrutura de trânsito têm colocado a questão da mobilidade urbana como caminho para a melhoria da qualidade de vida nas cidades.

(…)

Várias propostas têm surgido neste debate, que vão desde o incentivo à utilização de novos modais de transporte, como a bicicleta, até ações restritivas de utilização do automóvel, como a criação de pedágios urbanos e os rodízios de automóveis. Mas para além de uma discussão sobre os meios de transporte e as normatizações de seu uso, há no debate sobre a mobilidade urbana um pano de fundo que diz respeito ao direito à cidade, ao direito de se deslocar por ela e acessar os diversos serviços que ela oferece.

Nesse sentido, o direito à cidade está ligado à possibilidade que os diversos grupos sociais têm de se deslocarem pelos centros urbanos. Os serviços públicos essenciais, como saúde e educação, bem como o lazer e a cultura, são direitos constitucionais. O acesso aos locais de trabalho aparece como uma necessidade fundamental dos trabalhadores. Pode-se perceber, assim, que a utilização desses serviços está ligada à possibilidade que essas pessoas têm de chegar aos locais em que são oferecidos. É necessário se deslocar à escola, ao centro de saúde, ao cinema, ao teatro, ao local de trabalho etc. O debate sobre a mobilidade urbana versa, dessa forma, sobre a garantia de condições necessárias à utilização dos serviços, como também sobre os obstáculos a essa utilização.

Fonte: https://educador.brasilescola.uol.com.br/estrategias-ensino/mobilidade-urbana-direito-cidade.htm

Texto 02.

“…as condições de mobilidade urbana são uma catraca que restringe a efetivação do direito à cidade em seus mais variados aspectos. Primeiro, ao restringirem a possibilidade de circulação na cidade àqueles que têm condições de pagar por seus deslocamentos, não permitem que as pessoas acessem livremente a cultura, a educação e a saúde. Segundo, impedem a apropriação política da cidade, tanto porque é mais difícil ir a qualquer atividade política quando se tem que pagar por isto quanto pelo fato de a restrição de circulação dificultar a troca de experiências políticas.” (Lucas Legume, “A mobilidade urbana como um problema”)

Fonte: https://tarifazero.org/

Texto 03.

” Segundo a Associação Nacional de Transportes Urbanos (NTU), dos 5.570 municípios do Brasil, apenas 2.901 oferecem serviços de transporte urbano, total de 52% da nação. Sendo assim, 48% não possui um plano de transporte urbano em prática. Conforme o Ministério das Cidades, um número relevante de capitais brasileiras ainda não inclui um plano de mobilidade urbana, tais como Rio de Janeiro, Cuiabá, Goiânia, Campo Grande, Boa Vista, Macapá, Palmas, São Luís, João Pessoa, Recife e Maceió.

Diante desta realidade, fica clara a necessidade da criação de incentivos e políticas públicas que facilitem o deslocamento e o acesso das pessoas a diversos pontos de uma cidade através de diferentes meios de locomoção, de forma segura e ecologicamente correta.”

Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/dino/desafios-para-a-mobilidade-urbana-no-brasil/

Proposta de redação 19E11A – Dissertação – Fuvest, Vunesp, Uniube, etc.

Numa dissertação, faça um texto sobre como devem ser conjugados mobilidade urbana e sustentabilidade no Brasil.

Instruções para a dissertação:

  1. A situação de produção de uma dissertação argumentativa requer o uso da norma padrão da língua portuguesa.
  2. O tamanho da redação deverá ser adequado ao concurso pretendido, para tanto é importante que o texto deva ser adequado aos seguintes limites impostos pelas universidades até 2018: entre 20 e 30 linhas (Fuvest), 15 a 33 linhas (Vunesp), 25 e 35 linhas (Uniube), etc. É imprescindível que a universidade pretendida seja informada com destaque logo após o código da proposta de redação na folha que será entregue para a correção.
  3. Dê um título a sua redação.

Proposta de redação 19NE11B – Outros gêneros – Unicamp, UEL, UnB, UFU, etc.

Escreva um conto sobre como a mobilidade urbana afeta o direito à cidade.

Proposta de redação 19E11C – Artigo de opinião ou editorial- Unicamp, UEL, UnB, UFU, etc.

Em um editorial, faça um histórico das causas que fizeram a mobilidade urbana ser um problema grave na ampla maioria das grandes cidades brasileiras.

Proposta de redação 19E11D – carta argumentativa ou aberta – Unicamp, UEL, UnB, UFU, etc.

Faça uma carta argumentativa destinada ao ministro de Estado que julgar pertinente para solicitar providências em relação à mobilidade urbana nas grandes cidades brasileiras no sentido não apenas de melhorar a qualidade do serviço prestado como também de estar mais atento à sustentabilidade relativa à mobilidade.

Instruções gerais:

  1. Se for o caso do gênero textual em questão, dê um título para sua redação.
  2. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva, no lugar da assinatura: o que estiver expressamente informado no edital, no manual do candidato, etc., do vestibular pelo qual você se interessa, que são as fontes de informação mais confiáveis a respeito dessa questão. Em hipótese alguma, escreva seu nome, apelido, etc., na folha de prova. Na dúvida, melhor nunca assinar um texto de concurso.
  3. Via de regra, não copie trechos dos textos motivadores ao fazer sua redação. Ainda que, em alguns concursos, é importante estabelecer conexões entre as informações dos textos de apoio do tema de redação com o repertório cultural do candidato.
  4. Respeite o mínimo e o máximo de linhas associado à prova de redação para a qual você se prepara. Informe a universidade na folha de redação de forma legível no local destinado ao código da proposta. Contudo, normalmente, o mínimo usado é de 25 linhas e o máximo de 30, ou algo parecido na maioria dos concursos no Brasil.

4.1. UnB – máximo de 30 linhas. A quantidade de linhas escritas interfere na nota final. “No cálculo da nota da redação, quanto maior o número de linhas efetivamente escritas, maior a pontuação.”.

4.2. Unicamp – até 22 linhas em cada um dos dois textos.

4.3. UEL – de duas a quatro redações. 12 pontos cada. Números mínimos e máximos variados entre 8 e 16 linhas a depender do gênero textual exigido.

4.4. UFU – 25 a 36 linhas. Um de três temas possíveis.

Instruções UFU:

Leia com atenção todas as instruções.

  1. Você encontrará três situações para fazer sua redação. Leia as situações propostas até o fim e escolha a proposta com a qual você tenha maior afinidade.
  2. Após a escolha de um dos gêneros, assinale a opção no alto da Folha de Resposta e, ao redigir seu texto, obedeça às normas do gênero.
  3. Se for o caso, dê um título para sua redação. Esse título deverá deixar claro o aspecto da situação escolhida que você pretende abordar.
  4. Se a estrutura do gênero selecionado exigir assinatura, escreva no lugar da assinatura: JOSÉ ou JOSEFA.
  5. Em hipótese alguma, escreva seu nome, pseudônimo, apelido, etc. na folha de prova.
  6. Utilize trechos dos textos motivadores, parafraseando-os.
  7. Não copie trechos dos textos motivadores, ao fazer sua redação.
  8. ATENÇÃO: se você não seguir as instruções da orientação geral e as relativas ao tema que escolheu, sua redação será penalizada.

Proposta de redação 19E11E – Dissertação -Enem.

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “Mobilidade urbana como condição para o pleno direito de ir e vir.”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

Instruções Enem:

  1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
  2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
  3. A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
  4. A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
  5. A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.
  6. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Deixe uma resposta